quinta-feira, 1 de julho de 2010

Boas maneiras!

Quando você era criancinha sua mamãe e papai lhes ensinaram uma série de 'boas maneiras', e talvez a que mais fixou em seu cérebro foi: NÃO FALE PALAVRÕES. Pois é esse ai guardamos por toda vida.

Genexus e C# também nos ensinam boas maneiras, principalmente referentes aos 'palavrões' não aceitos.  Tive uma aula de boas maneiras ontem, até que bem interessante, e tirei algumas boas conclusões, que compartilho com vocês.

Boas Maneiras 1) Como dar Nó na Gravata:

O nó que tive que resolver foi o seguinte, programando uma SDT simples, com algumas informações referentes a emails, como destinatário, título, mensagem, essas coisas, e tive a brilhante idéia de programar tudo em inglês (mania).

O resultado foi um belo STD com a seguinte forma:


Fala sério, ficou até bonitinho hein. Mas acontece que por causa desse lindo SDT foram horas de canseira, e não havia jeito de entender o erro de compilação do C#.

Conclusão:  Nunca utilize palavras reservadas ou tipos pré-definidos em SDT's, tais como TO, MESSAGE,..., e veja que usei várias em um mesmo local, isso é que foi falta de educação.

Dai fica simples dar o nó, basta entrelaçar as coisas corretamente.

Boas Maneiras 2) Não cometa extravâgancias

Esse aqui também mamãe lembrava sempre, mas não teve jeito, de vez em quando acontece. E a minha extravagância foi também cometida no mesmo SDT anterior.

Pensa comigo:  C# é escrito em inglês, Gx é escrito em inglês, ..., então a probabilidade de cometer um erro tosco desse é escrever variáveis, elementos de SDT, DP, em ...inglês.

Pois é, minha mania custou caro, e minha recomendação aqui é: se for cometer uma extravagância dessas não dirija, em outra palavra: CAUTELA.